Amigos do Crivella


Deixe um comentário

Ibope: Crivella venceria eleições no segundo turno

Segundo a pesquisa, Crivella e Anthony Garotinho (PR) iriam para o segundo turno e o senador conquistaria 28% dos votos, enquanto Garotinho ficaria com 24%.

Analisando só o primeiro turno, Garotinho tem 19% das intenções de voto e Crivella, 18%, caracterizando empate técnico. Lindberg Farias (PT) obteve 13%, Luiz Fernando Pezão (PMDB), 6%, e Alfredo Sirkis (PSB), 2%. Votos brancos e nulos somam 35% e indecisos, 8%.

Entre os mais rejeitados, estão César Maia (DEM), com 69% dos votos, Garotinho, com 60%, e Pezão, com 59%.

Fonte: SDRZ


Deixe um comentário

Crivella sai em defesa dos servidores do INMET

Em apoio aos servidores do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o senador Marcelo Crivella encaminhou nesta terça-feira (8), ofício ao ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadantereivindicando que a categoria seja incluída no Plano de Carreira da área de ciência e tecnologia.

No documento, o senador  ressalta que os servidores do INMET trabalham com uma das tecnologias mais modernas do mundo para fornecer à sociedade informações meteorológicas, gratuitas e em tempo real, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do País e na prevenção de calamidades naturais. Por isso, não pode ser desprezada do reconhecimento já feito a outras atividades similares.

“Estamos a falar de cerca de quinhentos e cinquenta funcionários, contingente pequeno, mas de importância vital para minimizar a ocorrência de eventos como o que se abateu sobre o Rio de Janeiro em 2011, a pior catástrofe natural da história deste País. Os servidores do INMET merecem tratamento igual aos demais integrantes das carreiras de ciência e tecnologia”, disse Crivella.

Em julho de 1993 foi sancionada a Lei 8.691, que trata dos Planos de Carreira para a área de ciência e tecnologia federal e os servidores do INMET não foram incluídos. Em 2012 foi sancionada a Lei 12.702 e novamente os servidores não foram contemplados no Plano de Carreira,passando a ter  direito apenas a uma gratificação, benefício esse que não será incorporado aos vencimentos daqueles servidores que se aposentarem nos próximos cinco anos.


Deixe um comentário

Crivella defende o uso de marcadores químicos nas munições de armas de fogo

Brasília (DF) – Com o objetivo solucionar os crimes e acabar com a impunidade, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) propôs projeto que defende o uso de marcadores nas munições das armas. Os marcadores são substâncias químicas que possuem corantes fluorescentes e não fluorescentes e só são vistos com a ajuda de luzes especiais.

Essas substâncias foram desenvolvidas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e serão adicionadas na pólvora, no estojo, e no projétil da arma. Isso ajudará a perícia obter informações sobre onde à munição foi fabricada, quando foi vendida e quem a comprou. É possível saber também o trajeto da bala.

“O marcador ficará no corpo da vítima, na arma e nas mãos do criminoso. O objetivo é minimizar o terrível problema da bala perdida, pondo fim à impunidade em inúmeros casos de crime contra a vida”, disse Crivella.

De acordo com o relatório publicado pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro no primeiro semestre de 2012 foram registradas 61 vítimas de “bala perdida”. Em comparação com o mesmo período em 2011 observou-se um aumento de 7%. Os dados indicam a capital como a região do estado com mais ocorrências, seguida da Baixada Fluminense e Niterói.

O projeto do senador prevê também que os marcadores sejam usados nas munições destinadas aos batalhões da Polícia Militar, às delegacias da Polícia Civil, aos clubes de tiro, às empresas de segurança privada, e às Forças Armadas.

angola


Deixe um comentário

Crivella participa de Culto ecumênico que celebra 12 anos de paz em Angola

Reverendo enaltece contributo das igrejas para bem-estar das comunidades

*Imagem: Platina Line

Fonte: ANGOP – Agência Angola Press

Luanda – O secretário-geral da Igreja Evangélica de Angola (IEA), reverendo Filemon Buza, enalteceu nesta sexta-feira, em Luanda, o contributo das igrejas na pacificação dos espíritos, resgate dos valores morais, cívicos e éticos para o bem-estar das comunidades.

Em declarações à Angop, à margem do culto de acção de graças em alusão ao 12º aniversário da paz, o religioso disse que a igreja sempre desempenhou um papel preponderante na pacificação dos espíritos e na conquista dos valores morais e espirituais, mesmo na época do conflito armado.

Referiu que este facto permitiu que o Executivo Angolano realizasse e concretizasse diversos projectos e programas, sobretudo, nos domínios da saúde, educação e agricultura.

A propósito, realçou o apoio do Executivo às igrejas, sobretudo nas acções que visam o desenvolvimento do país, bem-estar das comunidades, inserção da unidade no seio das famílias e a busca dos valores morais e cívicos que pouco a pouco estão a acabar no seio da juventude.

“A paz é incomparável e insubstituível e merece cada vez mais a consolidação, porque só com ela será possível o surgimento do amor, paz de espírito, caridade, espírito de partilha e a construção de novas infra-estruturas no país e na província em particular”, disse.

O evento foi marcado por entoações de cânticos corais e orações de intercessão e durante o acto várias igrejas deram a sua contribuição, com hinos religiosos,entre as quais a Igreja Tocoísta, Igreja Evangélica de Angola (IEA), Igreja Kimbanguista, Igreja Evangélica Reformada de Angola (IERA) e a Igreja Evangélica Baptista de Angola (IEBA).

Canções de louvor de Guy Destino, Irmã Sofia e Bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e Senador da República do Brasil, Marcelo Crivela, que foram bastante aplaudidos, animaram o culto.

O acto contou com a presença do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, os  presidentes dos Tribunais Supremo e de Contas, Cristiano André e Julião António, respectivamente, o governador  de Luanda, Bento Bento, Deputados, membros doExecutivo, entre outras individualidades.

O culto contou com a presença de cerca de 40 mil fiéis, segundo a organização.